Freire e a Persistência da Crítica

A mudança social e a busca uma sociedade mais justa é uma construção que deve ser feita por todos nós. Temos a pedagogia crítica ao nosso lado, nos ensinando que a educação é um fazer crítico no mundo para e com as pessoas. Em busca de compreendermos o processo da formação crítica e como ela é ferramenta para a luta social, realizaremos um grupo de estudos sobre Paulo Freire. A obra analisada será a “Ação Cultural para a Liberdade e Outros Escritos”, obra em que Freire nos ensina como uma ação cultural pode ser transformada em revolução.

Lista de Presença (preencher somente no dia 16/07): clique aqui

Pasta Drive: clique aqui

https://docs.google.com/document/d/1XF01z6LUQlakKT6gWwj9BIvUGV6E5BRaq0hk0gJE1C4/edit?usp=sharing

Link para a Reunião: clique aqui

Datas: 18/06, 22/06, 02/07, 06/07 e 16/07

Horário: 10:00 às 11:30

Excepcionalmente, dia 22/06 o encontro será iniciado às 9:30

Cronograma de Leitura:

18/06 – até capítulo “Ação cultural para a libertação”

02/07 – do capítulo “I parte: O processo de alfabetização de adultos como ação cultural para a libertação” até capítulo “Algumas notas sobre humanização e suas implicações pedagógicas”

16/07 – do capítulo “O papel educativo das Igrejas na América Latina” até o fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.